sábado, 8 de março de 2008

Doutor Jivago - Dr. Zhivago - Boris Pasternak

1965

Título Original: Dr. Zhivago

Gênero: Épico

Tempo de Duração: 201 minutos

Ano de Lançamento (EUA): 1965

Estúdio: MGM / Sostar S.A.


Distribuição: MGMDireção: David Lean

Sinopse: Épico baseado no romance homônimo de Boris Pasternak, Dr. Jivago virou fenômeno. As platéias se emocionaram com a história de um médico e poeta que inicialmente apoia a revolução Russa mas, aos poucos, se desilude com o socialismo e se divide entre dois amores: a esposa Tania (Geraldine Chaplin) e a bela plebéia Lara (Julie Christie). O Tema de Lara (Lara's Theme), composto por Maurice Jarre, virou um clássico do gênero.
O romance de Pasternak foi aclamado quando de sua publicação, em 1958, como um ousado desafio à censura russa. A política, porém, é apenas pano de fundo como em E o Vento Levou... Na verdade, a história começa na Rússia czarista, passa pela devastação da Primeira Guerra Mundial, o caos da Revolução Bolchevique, a Guerra Civil Russa, os expurgos e crises dos anos 20 e 30.Dr. Jivago conta uma história diferente da que nos mostram os livros: cheia de sentimentos pessoais de indivíduos comuns que amam e sofrem em qualquer época, turbulenta ou tranqüila. E nos lembram que o Estado, qualquer Estado, é formado por pessoas assim.A narrativa é feita em flashback a partir do general do exército vermelho Yevgraf (Alec Guinness, da série Guerra nas Estrelas e Passagem Para a Índia) que interroga uma jovem (Rita Tushingham) na esperança de resolver um mistério de família: o que teria acontecido com sua sobrinha depois da morte do seu meio irmão, doutor Jivago?Jivago (Omar Sharif, de A Noite dos Generais, que foi indicado ao Oscar O de Melhor Ator Coadjuvante por Lawrence da Arábia) é um humanista e um intelectual, um homem das artes e da medicina como Tchekhov. Ele se divide entre duas mulheres: Tonya (Geraldine Chaplin, de Ana e os Lobos e A Época da Inocência), com quem ele casa, e Lara (Julie Christie, de Coração de Fogo e Shampoo), a quem ele ama. Jivago conhecera Lara no leito de morte de sua mãe, onde ela foi seduzida pelo desonesto e devasso amante da mãe, Victor Komarovsky (Rod Steiger).Mais tarde, ao vê-la entrar numa festa de casamento, Jivago percebe-se fuzilando Komarovsky, e começa a compreender seus sentimentos e o que ele vai carregar através de seu casamento. Mais tarde, Lara se casa com o jovem idealista Pasha Antipov (Tom Courtenay).As vicissitudes da história unem e separam Lara e Jivago diversas vezes. O labirinto de encontros e desencontros vai sendo reconstruído pouco a pouco e mostram a História como uma força moldada pelo homem que, por sua vez, é capaz de moldar a vida de cada indivíduo.

http://www.wikipedia.org/

Curiosades:

Principais prêmios e indicações
Oscar 1966 (EUA) Ganhou cinco prêmios.

Globo de Ouro 1966 (EUA)
BAFTA 1967 (Reino Unido)
Grammy 1967 (EUA)
Festival de Cannes 1966 (França)
Indicado à Palma de Ouro.
Prêmio David di Donatello 1967 (Itália)
Venceu na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

O filme foi proibido na Rússia até 1994.

O autor do livro recebeu Prêmio Nobel de Literatura em 1958, mas ele não foi autorizado a recebê-lo por razões políticas.


Foi realizada uma nova versão para a tv britânica em 2003, com a atriz britânica Keira Kneightley e ator Hans Matheson:


Assista o clipe do filme (Versões de 1965 e 2003 juntas):


Comentários pessoais: Eu só assisti o filme. Creio que é uma ótima oportunidade para conhecer um pouco mais sobre a Revolução Bolchevique e também perceber o drama dos personagens. Creio que talvez o livro deva passar isso com mais detalhes.

1 comentários:

Raquel Oliveira disse...

Adorei Adriana, ficou bem legal!!!